segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

No desabafo da meia-noite

Segunda-feira, 00:00
To brava, chateada, encomodada, triste.

Essa é uma semana de chuva intensa por aqui, e nossos amigos novamente vão estar dormindo e acordando nas ruas de Santa Ana. Hoje mais uma vez, obtive uma frustrada tentativa de providenciar lugar para que eles sejam abrigados (não moramos sozinhos, tudo tem que ter consenso geral). Sim existem abrigos providenciados por organizações, lugares com suas regras próprias, horários, etc. Por vários motivos a maioria do pessoal escolhe não ir a esses abrigos, mas o caso nem é esse. O caso é que não consigo parar de pensar em tudo que anda acontecendo ao redor do nosso mundo. Quando falo tudo, eu acho que tenho pensado em muita coisa mesmo. Coisa de mulher que quando fica assim, já começa a refletir no todo que tem também contribuido para essa chateação.

Lembrei que alguns lideres já me aconselharam que estar no trabalho com pobres e necessitados, você precisa aprender a equilibrar as emoções. Sofrer na quantia certa, ter equilíbrio para que consiga ter força pra dormir e acordar noutro dia e continuar o trabalho.

Mas sinceramente fiquei pensando na sociedade egoísta que vivemos. Como é normal as pessoas serem "bem equilibradas" emocionalmente no que diz respeito a atender aos necessitados. É claro que é bem fácil ser emocionalmente equilibrado enquanto tenho esse teto nessa casa quentinha, com esse cobertor cheirozinho. É claro que é fácil ter equilíbrio quando eu preciso me concentrar no meu trabalho pessoal, minha vida pessoal, as coisinhas que quero comprar, as roupas legais da vitrine.

Mas eu fico me perguntando se algum dia vou conseguir aprender a lidar com essas minhas emoções, se é que eu quero mesmo lidar com elas. Sabe porque? Porque se eu me colocar no lugar do desabrigado, eu não quero que ninguém tenha emoções, paciência, ou que devagarzinho trabalhe em meios de me ajudar, eu quero que alguém se importe de verdade. Porque se eu pensar o que eu gostaria que fizessem por mim se eu estivesse com frio, machucada emocionalmente, sem saúde, ou com fome, eu ia querer que alguém fizesse alguma coisa por mim de verdade.

Eu falo isso porque agora virou até moda ajudar os pobres por aqui (não sei como anda no Brasil), fazer uma caridade e pronto! Meu ego já fica melhor. Ou então criar um website para informar pessoas em como elas podem ajudar, ou voluntariado em organizações... Na verdade tava na hora de virar moda né, pelo menos alguma coisa sendo feita. Mas falo de mudança genuína. Mudança nos nossos sistemas, mudança de uma sociedade egoísta. Uma sociedade que precisa de tanta coisa pra se manter, com armários cheios, shoppings lotados, mercados com opções exageradas, o carro do ano, a casa comprada, etc, etc e etc. sem falar dos prédios das igrejas exuberantes. E tudo isso 'pra que'? Onde fomos parar queridos seres humanos? Nossos iguais ao nosso lado sem nada ter, enquanto aqui só querendo "Ser"! E tudo isso 'pra que'? Se amanhã você vai cagar o que acabou de comer! E tudo isso 'pra que'? Raça escolhida, se em poucos meses você pode não existir mais e suas coisas só pra apodrecer!

Sim, estou triste. Crise de existência, de identidade.
Porque se eu olhar pra essência de quem sou, porque fui criada, eu vou descobrir que estou beeeem longe do que era pra ser.

Seres humanos, que sejam seres que humanam, amam.
Ou que pelo menos não sejam 'de-su-
manos'.

Só pra concluir, sou humana, e estou me ReQuestionando!

6 comentários :

  1. Leo disse...

    Soco no estômago hein?!?! Wow... muito bom amor...

  2. Giovanna Borgh disse...

    Tati, eu acredito que o conselho dos líderes é válido. Não por sua causa e sim, por causa de quem está sendo atendido.

    Eu aprendi isso na marra. Ficava como você, revoltada e angustiada por causa do tanto que eu tenho e do nada que vejo. Estava decidida a agir de forma amorosa, com sentimentos à flor da pele.
    Até o dia que fui derrubada por ele.
    Em uma tentativa falha de ajudar uma pessoa, chorei tanto que no fim, ela que ficou preocupada comigo!
    Percebi que se não fosse preparada por pessoas que estão acostumadas a lidar com isso, nunca serviria da forma ideal.
    Jesus também não se deixava levar pela emoção na frente dos necessitados. Ele compartilhava, virava amigo, ensinava, serenamente.
    Não se sinta mal em conseguir dormir a noite, você precisa dormir para levantar no dia seguinte, outro precisa de você.

    Isso não significa ser indiferente, significa ter sabedoria. Você precisa serví-los e precisa ser alguém forte para suportar o peso deles. Além para ser o exemplo, eles querem alguém para se inspirarem, não perceber a condição física deles e sim o caráter.

    Lembre-se que você precisa estar bem e sabe o que o julgo suave de Deus te pede para abrir mão ou não.

    Não precisa aceitar este comentário, só escrevi porque realmente queria compartilhar algo que aconteceu comigo que possa servir de ajuda.

    beijos e fique com Deus!

  3. Taty disse...

    Gio...
    amei q vc comentou. Concordo, e acho que isso era o que mentalmente eu acreditava. Mas foi muito importante pra mim esse desabafo. Eu precisava botar pra fora que eu não queria aquele equilíbrio, porque eu via uma realidade doída. Eu vejo em volta algo inaceitável, que acho que se tornou uma segunda parte no desabafo: "a necessidade de mudança"!
    Thankfully, quando fui deitar ontem a noite, ouvi uma frase e hoje já escrevi um segundo post.. (dê uma olhadinha lá).

    mas fiquei bem feliz com seu comentário, sua preocupação até por sua experiência em saber que precisamos estar de pé noutro dia, que precisamos sobreviver :)

    brigada por sempre dar aquela passadinha no blog e qdo participa ser tão pessoal e especial.
    beijos gio ;)

  4. Anônimo disse...

    só queria estar perto p vc chorar no meu ombro, ganhar um cafuné e dormir mais rápido p acordar cheia de ânimo p seguir em frente, nos passos de Jesus. Amo você maninha!

  5. Adry disse...

    Taty! fui eu que escrevi, cliquei errado e saiu anônimo! bj Adry

  6. Maria Lygia disse...

    :) Queria fazer mais. - acho q essa conjugação do verbo não ajuda, né? :(
    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Related Posts with Thumbnails